Sob o Sol Carmesim

Desventuras em Série

Início

Heróis

Histórico

Wiki

Artefatos

Regras

Povos

Locais

Miscelâneas

Criaturas

Escravagismo II, Sessão 04
Local: Al Dawar Sudæ

Após terem a entrada à cidade liberada pelo Prætor Khuzaimáh, Berus se enrola em um pano, para disfarçar sua pele, e os heróis se encaminham para o centro da cidade em busca de um bom local para poderem descansar e planejarem seu futuro.

a cidade é suja e entupida de gente. Todos são extremamente pobres e tristes, mesmo a cidade fervendo de comércio. Os aventureiros percebem que escravidão é extremamente comum, e que a vida é muito difícil, tanto para os escravos quanto para os não-escravos.

Dentre as muitas lojas e barracas, eles encontram a Estalagem Adulta O Pônei Vermelho, onde se acomodam e bolam seu plano. Chegam à conclusão de que precisam de dinheiro e de informações e decidem se dividir:

  • Méliès e Orik vão atrás de como conseguir trabalhar e conseguir sustento;
  • Aragorn e Lion vão atrás de informações bibliotecas, Prætores, Templários e o que mais fosse válido;
  • Marco Polo e Korozek ficam tomando conta de Berus.

Méliès e Orik chegam até um “posto de guarda” e perguntam aos soldados onde eles podem arrumar dinheiro. O guarda faz algumas perguntas a ele e depois ameaça prendê-los, gritando “novos escravos”. Ambos conseguem fugir e misturar-se à multidão;
Aragorn e Lion não têm a mesma sorte. Eles conversam com passantes sobre livros, descobrem que Khuzaimáh é um Prætor e que Balic nem deveria estar interferindo em Al Dawar Sudæ. Quando perguntam a outra pessoa como eles chegariam à biblioteca da cidade, o desconhecido os levou ao posto policial que Méliès e Orik estavam minutos antes. Diferentemente dos seus companheiros, Aragorn e Lion resolveram lutar contra os guardas em frente ao “posto policial” (COMO ASSIM????). Depois de uma luta rápida em que 2 soldados foram nocauteados, Aragorn foge, deixando Lion (já desmaiado) no chão. Lion, A Dádiva dos Ninjas, foi pego e detido como escravo.


Se Não Pode Vencê-los…, Sessão 04
Local: Al Dawar Sudæ

Aragorn, Méliès e Orik voltam ao Pônei Vermelho e descobrem que Berus havia bebido demais e não tinha dinheiro pra pagar. Aya, A anfitriã da estalagem, disse que ele não sairia enquanto não pagassem sua conta. Aragorn pede pra trabalhar em troca de comer algumas putas. E o negócio é selado.
Khuzaimáh aparece no prostíbulo e diz que quer Marco Polo para ele (entendam como quiserem). Aragorn, então, ficou enchendo o saco para que TODOS fossem “contratados” por ele, e não só Marco Polo, dizendo que se todos não fossem, Marco não iria. O Prætor desistiu e depois de mais algumas enchidas de saco, ele aceitou a proposta coletiva:

Há uma mulher chamada Husna que é de Al Dawar Nordæ e virá para Al Dawar Sudæ no por do Sol desse dia. Ela possui uma luva que é do interesse do Prætor, que a quer até o poente do terceiro dia, a contar desse que eles estão. Ele taxou que Marco Polo deve fazer o trabalho.
É necessário, também, que ela “saiba que não é bem-vinda na cidade” e deve se arrepender de estar lá, e Khuzaimáh determinou que Aragorn faria o serviço de “entrega do recado”. Esse “recado” precisa ser dado até o ocaso do quarto dia, contando do presente, pois ela vai-se embora após isso.

Khuzaimáh também informou que:

Reclusão de Lion

Lion, após ser derrotado em frente ao posto
policial, acorda em uma sala enorme cheia de
pequenas celas com vários escravos. Ele
aproveita para obter as informações que
havia saído para adquirir. E conversa com
dois prisioneiros, que o dizem que:
- A Casa Vaver apenas contrata pessoas,
não admite escravos com eles;
- Há
7 Magos-Reis detentores do poder de 7
Cidades-Estado;
- Eles conhecem 4 dessas Cidades, e comentam
sobre elas:
-
Balic tem Mar, ele mesmo já trabalhou em
navios;
- Os escravos de
Balic são os que melhor são
tratados de “todo o mundo”;
- Há uma Guerra Eterna entre
Gulg e Nibenæ ,
e não sabe o motivo, não se mete em política;
- Em
Gulg acreditam que a Feiticeira-Rainha ,
Lalali-Puy , é uma deusa;
-
Tæa é uma Cidade Livre há 7 anos, nela
não existem mais escravos, desde que uma
revolução matou o
Feiticeiro-Rei Kalak;
- Urik, outra Cidade-Estado, aproveitou-se
que
Tæa estava rebelada para dominá-la. O
novo Rei de
Tæa, Titiam, Criou a Legião
Carmesim
e conseguiu impedir a invasão;
- Para se chegar em
Tæa é necessário
passar por
Altaruk ;
- Escrever é terminantemente proibido!;
- Ao se falar de magia, foi dito que os
Templários são
corruptores, isto é, têm
uma magia tão forte que destrói todos a sua
volta;
- Usar magia é proibido.


Misteriosamente, alguns escravos foram
soltos e Lion estava dentre eles.

Divisão do Grupo:

  • Lion ficou preso;
  • Berus e Korozek ficaram no Pônei;
  • Aragorn, Méliès, Marco Polo e Orik foram ao Boteco do Justino, já que o Sol já estava decaindo.

O Quarteto chegou ao Boteco, um estabelecimento pobre, com apenas um funcionário e pouca clientela (só uma pessoa, na verdade). Eles ficaram conversando enquanto Aragorn foi ficar de vigília à porta.
Passados alguns minutos, chegaram 5 bonitas e pomposas (levando em consideração a pobreza de toda a cidade) carruagens, cada uma com um cocheiro e um guarda, puxadas, cada, por um Erdlu.
De dentro de duas carruagens saíram pessoas nobres de roupas bonitas e ar superior. A dita Husna, com sua luva verde de pedras brilhantes brancas, sai do quarto veículo com um homem. De outra sai outro casal. Do interior de CADA carruagem sai um guarda, bem equipado, e os acompanha para dentro do Boteco.
Como eles perceberam a dificuldade que seria pra conseguir algo do lado de dentro do bar, decidiram tentar algo pela parte de fora: eles esperaram um guarda ir mijar e foram bater nele (todos os guardas eram da mesma raça que Aragorn) e a ideia dele era, por estar penumbra, pegar a armadura do cara e se disfarçar. Orik e Aragorn foram dar porrada no guarda enquanto Marco Polo ficou de vigia em uma esquina que desse pra ver tanto a porta de entrada com as carruagens quanto o beco do mijo.
Contudo, Aragorn, inteligentemente, deu um murro na cabeça do cara (em vez de dar uma machadada com o trikal que ele tem). Como o cara não desmaiou com o murro (mas caiu) ele gritou “aaaaa-EMBOSCAAAADAAAAA”.

- Orik saiu correndo -
- Os guardas sairam de cima das carruagens e Marco Polo aproveitou pra puxar as rédeas que tavam com o cocheiro pra ele, e tomou controle da carruagem.
- conseguiu –
o cocheiro caiu, Marco passou perto de Aragorn e mandou-o subir e ambos fugiram mas viram que tinha uma velha dentro da carruagem!!!!!
Aragorn enrolou a velha com os panos que havia por perto e abandonaram o veículo em uma ruela, e rumaram ao Pônei (que virou o refúgio dos heróis).
No pônei, quase que a dona, Aya, não deixava eles entrarem com a velha (o povo, burro, não desacordou a velha e entrou com ela enrolada se debatendo e gemendo…) mas deixou, caso pagassem um quarto.
no final das contas, estão devendo 3 Rúpias e 2 Gil, conferir a página Honorários.

Aragorn queria escrever uma carta de resgate pra o pessoal, trocando a luva pela velha, algo assim.
Orik deu o plano que todos concordaram e seguiram:

A gente deixa a velha em algum canto da cidade e Korozek, que ainda não está mal visto pelas ruas, a ‘salva’, leva-a pra os parentes (a velha é a avó de Husna) e ainda fica próximo da família e perto da LUVA.

Eis que puseram o plano em prática e, quando Korozek foi “salvar” a velha, ela gritou e disse pra ele não a comer (comer de boca, como comida) e ele tentou acalmá-la. Ela ficou relutante mas disse pra onde ele deveria levá-la. E, ao chegar lá, ela disse que o canibal a havia levado lá. Korozek conversou com um parente dela e ele agradeceu, disse que o Pequeno seria hóspede deles durante Os Jogos desde que não comesse ninguém. Korozek concordou.
O Senhor, que falou ser da Casa Tomblador, disse que sabia quem havia feito aquilo. Foi a Casa Jarco com certeza!.

Compêndio da Sessão

Comments

CaiodoVale

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.